Logo_FIO_2021.png
UK.png
PT.png

MINISTRILES DE MARSIAS (ESP)

Ministriles de Marsias é um conjunto de menestréis, que é como se chamavam os instrumentistas de sopro das capelas das catedrais ibéricas. O grupo é especializado na interpretação histórica da música espanhola instrumental e vocal, acrescentando cantores e o órgão para recriar o conjunto típico das capelas musicais das igrejas e catedrais onde os menestréis foram indispensáveis desde finais do século XV até meados do século XVIII, quando floresceu a melhor música sacra com compositores como Anchieta, Peñalosa, Morales, Guerrero, Victoria, Cabezón, Correa de Arauxo, entre outros. Os Ministriles de Marsias começaram a gravar projetos trabalhados durante anos com a recuperação do património histórico musical espanhol. O álbum "Trazos de los ministriles" obteve o prémio de melhor disco de música renascentista no ano de 2010, outorgado pelos leitores da revista CD Compact. O mais recente álbum "Invenciones de glosas. António de Cabezón", fruto da investigação e prática em torno ao conjunto de menestréis e António de Cabezón, obteve a qualificação de "Disco Excepcional" da revista Scherzo (Maio de 2011). O grupo atuou em grande parte da Europa e do mundo em festivais de prestigio como Amberes (BEL), Diamantina (BRA), Utrecht (HOL), Gante (BEL), Perugia (ITA), Linz (AUT), San Sebastián, Segovia, Salamanca, Granada, Daroca, Sajazarra, Murcia, León, Toledo, Aranjuez (ESP), entre outros, incluindo a colaboração com grupos vocais como a Capilla Peñaflorida, com organistas solistas como Javier Artigas e José Luis González Uriol, cantores como Marta Almajano, entre outros. Os Ministriles de Marsias gravaram para diversas rádios, discográficas e televisões sendo recomendado pela Associação Espanhola de Festivais de Música Clássica (Festclásica). Para além da interpretação da música espanhola, o grupo também oferece a interpretação da virtuosa música italiana em Stilo Moderno, publicada sobretudo em Veneza nas primeiras décadas do século XVII, assim como a música italianizada da Alemanha (dos Schütz, Rosenmüller, Schmelzer, Fux), até a Arte da Fuga de Johann Sebastian Bach. Seus componentes são professores de música em grandes escolas de música e cursos de verão, solistas de orquestras sinfónicas com o respetivo instrumento moderno, investigadores, musicólogos e solistas convidados por diversos festivais europeus.

JavierArtigas_Ministriles2_-1024x483.jpg

Organização:  

Mecenas:

Apoio:

Tagus branca_edited.png
logo_JMS_white.png
STirso_white.png
Logotipo_Horizontal_CMFamalicão_white.png
PICE.png
REPUBLICA-branco.png
culturaNorte_white.png
bomorganum_white.png