Textura de grunge

O FESTIVAL

O FIO - Festival Internacional de Órgão de Vila Nova de Famalicão e Santo Tirso pretende valorizar o património orgânico – quer histórico, quer moderno – custodiado pelos concelhos de Vila Nova de Famalicão e de Santo Tirso, enquanto elemento de coesão sócio-cultural. De cariz itinerante e inclusivo, o festival procura, a cada nova edição, visitar, para além das igrejas que possuem órgãos autênticos, paróquias desprovidas de órgãos, às quais é temporariamente levado um órgão de pequenas dimensões, oferecendo, assim, a um público abrangente a oportunidade de desfrutar do encantamento que só um órgão legítimo é capaz de proporcionar. 

A partir da sua sexta edição, o FIO realizar-se-á em quatro etapas. Devido à pandemia Covid-19 os dois concertos inicialmente previstos para a altura do CORPUS CHRISTI 2020 foram adiados para o mês de junho do próximo ano e integrar-se-ão na programação do FIO 2021. No mês de setembro do presente ano, na histórico Mosteiro de Roriz, Santo Tirso, decorrerá um CONCERTO EXTRAORDINÁRIO em comemoração do Quinto Centenário da Viagem de Circum-Navegação liderada por Fernão de Magalhães, a cargo do exímio soprano brasileiro radicado em Portugal Rosana Orsini e do cravista Marco Brescia, que recriarão, através de uma interpretação historicamente informada, o repertório para canto e tecla comum ao espaço artístico europeu quinhentista. No mês de outubro irá decorrer a SEMANA PRINCIPAL DE CONCERTOS, realizados em seis paróquias de Vila Nova de Famalicão e de Santo Tirso, três em cada concelho. O concelho de Vila Nova de Famalicão receberá o virtuoso organista italiano Giulio Mercati, que utilizará os dois órgãos da Igreja Matriz de São Mamede de Ribeirão, o histórico de António José dos Santos (1874) e o novo órgão Klais (2018). Na sequência, o organista português Daniel Ribeiro fará um recital ao órgão Paul Ott (1962) da Igreja Matriz do Divino Salvador de Joane, para finalizar com o formidável duo português composto pela violagambista Sofia Diniz e o organista Fernando Miguel Jalôto, que, na Igreja Matriz de São Silvestre de Requião, interpretarão repertório original para viola da gamba e contínuo, realizado ao órgão positivo Späth (1981) levado a propósito àquela paróquia famalicense. No concelho de Santo Tirso, o reconhecido organista espanhol Javier Sáez Docón atuará ao realejo histórico Manuel de Sá Couto (c.1819-1822) do Mosteiro de Santo Tirso, seguido do destacado organista portuense Tiago Ferreira, que oferecerá um recital ao órgão Späth (1976) da Igreja Matriz de São Bartolomeu de Fontiscos, para encerrar com o concerto do organista Marco Brescia, o qual, acompanhado pelo refinado Cuarteto Alicerce de Santiago de Compostela, interpretará concertos setecentistas para tecla e cordas ao cravo italiano Alberto Colzani (2015) e ao órgão positivo Späth (1981), ambos os instrumentos levados a propósito para a Igreja Matriz de São Martinho do Campo. Em dezembro, em comemoração do NATAL, será a vez do extraordinário organista espanhol Javier Artigas oferecer dois recitais de órgão, que decorrerão no Mosteiro de Santo Tirso e na Igreja Matriz de Ribeirão.

Ainda no que diz respeito à pandemia que nos aflige no presente ano de 2020, dois concertos da SEMANA PRINCIPAL DE CONCERTOS – mais concretamente o de abertura e o de encerramento  serão transmitidos em streaming nas redes sociais do FIO, o que permitirá ao público impossibilitado de aceder presencialmente aos mesmos em razão da limitação de aforo imposta pelas medidas de prevenção do Covid-19 assistir virtualmente a ambas os recitais. No sentido de alargar o público espectador das atividades realizadas no seio do festival, o FIO instituiu uma parceria artística com o FESTIVAL DE MÚSICA COLONIAL BRASILEIRA E MÚSICA ANTIGA DE JUIZ DE FORA  o mais antigo e prestigiado festival de Música Antiga do Brasil , que, para além de retransmitir os concertos de abertura e de encerramento da semana de concertos de outubro do FIO no enquadramento da sua trigésima primeira edição – que decorrerá de forma virtual durante o mês de novembro , promoverá um concerto do soprano Rosana Orsini, acompanhado pelo cravista Marco Brescia, o qual será, por conseguinte, retransmitido nas redes sociais do festival organístico famalicense e tirsense.

Assim, o FIO, ultrapassando a semana de concertos tradicionalmente realizada no mês de outubro, terá outras repercussões ao longo do ano, tanto presenciais como virtuais, de modo a ampliar a sua oferta de concertos, sempre fiel à sua missão de formação de novos públicos e de democratização da música organística de excelência, que faz do festival uma iniciativa de referência no cenário organístico mundial.

Marco Brescia,

diretor artístico

ALGUNS NÚMEROS...

das edições passadas

6440

PESSOAS

assistiram aos nossos concertos

22

IGREJAS

acolheram concertos

14

PARCEIROS MEDIA

25

EMPRESAS 

de entre patrocinadores e mecenas

8

ÓRGÃOS

intervencionados

5

EMPRESAS DE ORGANARIA, CONSERVAÇÃO E RESTAURO

envolvidas

APOIOS DE GOVERNOS

CÂMARAS MUNICIPAIS &

JUNTAS DE FREGUESIA

  • Facebook